Diário de Maria featured

O Launge V

agosto 11, 2016Ricardo Santo


No launge Sandra começava a ficar intrigada com a prolongada ausência de Maria, tinha subido ao wc do piso superior fazia eternidades e ainda não tinha regressado. Não lhe estava a agradar a ideia de permanecer naquele espaço sem a sua companhia, tinham vindo as duas e desde criança que sempre teve receio de estar em lugares desconhecidos, perdia o apurado sentido de controlo que tanto vincava a sua personalidade. Ofereceu à boca o refrescante Malibu ananás, sentindo as entranhas a explodirem de sabor ao rum das paradisíacas Caraíbas. Ao fundo no bar o empregado loiro mantinha os olhos em cima dela, provocando-a uma vez mais, fitou-o pelo canto dos seus olhos castanhos amendoados, era um valente cabrão bem-parecido, de sorriso fácil, com rosto jovem e cuidado, não devia ter mais de 30 anos. Imaginou quantos rabos de saia já lhe tinham passado pelas mãos ao trabalhar num local como este, centenas provavelmente, já devia ter perdido a conta. Agradava-lhe especialmente aquele cabelo loiro, cortado bem curto nas laterais e o restante despenteado por natureza tal e qual um surfista. Em suma o loiraço tinha atributos físicos, era perfeitamente consumível e estava a brincar com o fogo…

Relaxou o corpo no longo sofá de couro preto, refrescando-se com a bebida e centrando atenções em outros rostos espalhados pelo requintado espaço. Na larga maioria os presentes encontravam-se acompanhados mas, outros preferiam a ausência de companhia. Foi um desses pares acompanhados que captou em seguida a sua atenção, encontravam-se numa das diversas mesas mais afastadas do balcão, trocando confidências e gargalhadas entre si. Sobre a mesa dois balões repletos de gin e um isqueiro zippo prateado. Debaixo da mesa a sedutora ruiva esfregava as suas pernas nas dele de forma provocadora, fazendo despontar as ligas pretas por debaixo do vestido. Não demorou para o casal identificar que estava a ser observado com atenção, sorriram para ela de forma convidativa, iniciando uma troca de beijos e caricias como que apimentando o flirting virtual com Sandra. A ruiva esticou o braço alcançando uma cadeira numa mesa próxima, fitando-a sem seguida com um sorriso cativante, o convite para se juntar a eles estava feito. Equacionou as suas opções por breves segundos, estava sem companhia no launge, o espetáculo ainda não tinha começado, o loiraço do barmen estava de serviço e Maria tinha-se evaporado como por milagre. A sua curiosidade pelo jovem casal tinha sido atiçada e resolveu aceitar o provocatório convite, afinal de contas não tinha nada a perder mas... podia ter muito a ganhar naquela noite. Apanhou a mala e lançou-se ao desafio percorrendo os poucos metros que a separavam da mesa.

- Boa noite, agradeço o amável convite, posso sentar?
- Ora essa, nós é que agradecemos a tua gentileza, gostamos muito de companhia
- Peço desculpa por vos ter observado com tanta atenção, a minha curiosidade tem destas coisas
- Estava ali sozinha, não sei onde se meteu a minha companheira, já deveria ter regressado
- Sou a Sandra, é a primeira vez que visito aqui o launge
- Prazer Sandra, eu sou a Mónica e este é o meu querido André
- Este espaço já não tem segredos para nós, somos clientes assíduos faz alguns anos e conhecemos o local como a palma da nossa mão
- Então sabem o que vai acontecer no espetáculo que estão a preparar ali no centro?
- Sim, devem estar a descer a qualquer momento, até já passa um pouco da hora, não se costumam atrasar tanto
- Mas não vamos assistir desta vez, é um ótimo espetáculo mas temos algo diferente em mente
- Algo diferente?
- Reservamos um dos privados lá dentro, hoje aqui o André é aniversariante
- Sério? Fazes anos? Então muitos parabéns
- Obrigado, não ligo muito a este tipo de coisas mas aqui a Mónica fez muita questão em celebrar
- Melgou-me o dia todo para terminarmos a noite no launge
- Mas ainda bem que aqui estamos, especialmente agora com a tua companhia Sandra
- Pareces ser muito interessante e nós adoramos mulheres interessantes
- Ora essa, eu não quero ser intrometida, a noite é vossa e devem aproveitar da melhor maneira, a minha companheira deve estar a regressar em breve
- Não sejas tola Sandra, não vais incomodar pelo contrário, pressinto que nós as duas podemos ser o presente ideal de aniversário aqui para o André
- Que me dizes? Interessada em nos acompanhar ao privado?

Continua...

You Might Also Like

0 comentários

Popular Posts

Tumblr

Contact