Diário de Maria

A Prenda

dezembro 15, 2010Ricardo Santo



Maria tinha terminado de tomar o pequeno-almoço quando a campainha tocou. Sozinha em casa resolveu ir à porta, à sua frente estava um estafeta da UPS com uma encomenda e com o capacete da moto que tinha ficado estacionada no jardim. 

- Bom dia, para entregar uma encomenda
- Importa-se de assinar aqui se faz favor?
- Bom dia, sim sem problema.
- Obrigado, aqui está, tenha um bom resto de dia.
- Obrigado.

Fechou a porta e olhou para o pacote que tinha nas mãos. Era uma caixa grande de formato rectangular, reparou de imediato que não trazia remetente, algo pouco comum nas encomendas que a mãe habitualmente recebia. Abanou ligeiramente o pacote na tentativa de perceber o que seria o contéudo, mas fosse o que fosse o conteúdo não fazia muito barulho e era bastante leve. A caixa estava embrulhada no habitual plástico castanho-escuro da UPS e só trazia o destinatário preenchido, ainda por cima só a morada, nada de nome. A situação intrigou-a ainda mais, sem remetente e sem nome de destinatário? Deslocou-se à cozinha, abriu uma gaveta e retirou uma faca. Com cuidado abriu uma das laterais da encomenda cortando o plástico envolvente e retirando a caixa de papelão do interior. Não pensou duas vezes em a abrir, estava a ficar em pulgas nem queria saber se a encomenda era destinada a si ou não. Sentou-se num dos bancos altos da cozinha e abriu a caixa, estava algo no interior embrulhado num papel branco e dourado, a sua mente começou a vaguear de forma desenfreada tentando imaginar o conteúdo. Levou os dedos a uma ponta do papel e desvendou o interior, roupa interior, lingerie?

Questionou-se por momentos se a encomenda era para si mas não fazia muito sentido. Teria a mãe comprado algo e pedido para entregarem em casa? A situação também não tinha muita lógica. Ou teria sido uma surpresa do seu admirador misterioso? Isso sim já fazia sentido. Por momentos quis fechar a caixa e deixá-la para a mãe mas, a curiosidade falou mais alto. Desembrulhou o resto do papel e ficou de boca aberta com o conteúdo. A primeira peça que as suas mãos tocaram foi uma cueca formato tanga. Era totalmente preta, muito elegante e sexy. O meio era semi-transparente preenchido com pequenas bolas pretas e deixando a errada ideia de se poder ver o interior. O pequeno triângulo da parte de trás da tanga era formado pelo mesmo tecido semi-transparente e culminava no topo com um pequeno laço preto. Com aquele tamanho não seriam para a sua mãe, pois não lhe serviam. Pousou a cueca delicadamente na bancada e retirou uma segunda peça, os seus olhos brilharam ao levantar o fantástico corpete preto e bourdeaux. Não tinha palavras para descrever aquela excitante peça íntima, o soutien era colado ao corpete formando uma só peça, trabalhado a renda, com alças finas totalmente pretas. A copa era de um bordeaux lindíssimo trabalhado por cima a renda preta. Pousou a peça sobre a caixa para examinar de forma mais atenta. O corpete a meio era preenchido com uma faixa bordeaux até baixo, semi-transparente e com pequenas bolas pretas no seu interior, era todo em renda e o forro parecia ser malha. As laterais eram transparentes com o tecido, também preto, a unir nas costas. No fundo do corpete pendia uma faixa em toda trabalhada em renda, conjuntamente com o habitual cinto de ligas. Retirou da caixa as meias que acompanhavam o conjunto, eram pretas, muito elegantes e semi-transparentes. No topo eram trabalhadas a renda e possuíam os encaixes para as ligas. Observou melhor o conjunto, era da La Redoute e definitivamente não servia à sua mãe, logo só poderia ser para si.

Estava para arrumar a lingerie de volta na caixa quando se apercebeu de um pequeno papel dobrado em quatro no seu interior. Seria um bilhete? Meio a medo abriu e leu-o em voz alta. Quero-te esta noite, 23:00h no parque de estacionamento, estarei a observar. Espero que gostes do presente que preparei… O seu coração começou de imediato a palpitar, afinal o destinatário da encomenda era ela, tinha sido o desconhecido do parque de estacionamento a enviar, mas como? Já não tinha bastado a surpresa das cuecas no limpa brisas e agora surge mais esta? Como é que ele sabia a sua morada? Aquele cabrão mexia com ela e de que maneira. Voltou a guardar o presente na caixa e subiu ao quarto. Colocou a encomenda em cima da cómoda, cheia de perfumes e abriu a porta do roupeiro expondo um enorme espelho. Despiu-se e resolveu experimentar o conjunto. Totalmente nua em frente ao espelho recordou por momentos a tórrida cena de prazer com o estranho, no escuro do parque de estacionamento. Vestiu em primeiro lugar as cuecas, serviam na perfeição. Vestiu em seguida o corpete sentindo o toque do leve tecido no seu corpo, apertou os colchetes atrás e observou-se ao espelho, estava estonteante, perfeito em tamanho, sentiu-se de imediato tão mais mulher. Pórem havia uma outra dúvida a pairar: como poderia o desconhecido ter  um perfeito conhecimento do seu corpo a ponto de mandar um tamanho que lhe assenta que nem uma luva? Por fim calçou as meias, encaixando e ajustando as ligas. Abriu a sapateira e retirou uns sapatos pretos de presilha, redondos na frente e com um pequeno salto. Contemplou-se por momentos diante do espelho, ajustou as alças do soutien, soltou ligeiramente os caracóis sentiu-se sensual e murmurou para si própria, hoje não me escapas




Continua...

You Might Also Like

18 comentários

  1. Diabinho, tens uma maneira de descrever lingerie que me deixa absolutamente deliciada... até eu fiquei encantada com o conjunto semi-transparente, com bolinhas, só pela tua descrição. Perfeita.

    Quanto a ela... que se produza e desfrute! Tenho a certeza de que será memorável.

    ResponderEliminar
  2. Eu e tu, tu e eu...
    Nós é que sabemos ;)
    Hot spicy kiss babe

    ResponderEliminar
  3. As tuas palavras levam-nos a fechar os olhos e a visualizar cada pormenor, cada momento descrito.

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Descrição... simplesmente, sublime...

    Adorei... Fico à espera da continuação...

    Bjs Just

    ResponderEliminar
  5. Inquietantes sensações se produzem em Maria e, confesso que em mim... ao imaginar este desenrolar...

    [mudaria apenas os sapatos... ;) de resto, está perfeito!]





    Basium

    ResponderEliminar
  6. Desejo Evidente

    Obrigado pelo caloroso comentário, tentei transmitir o que a minha mente observa e saiu essa descrição. Quanto à continuação acredita que vai ser memorável, nem podia ser de outra forma...
    ;)

    Aguardo a tua visita...
    Beijo intenso

    ResponderEliminar
  7. Querida S

    Não são necessárias mais palavras, eu e tu... tu e eu...
    Está tudo implícito ;)
    Nós sabemos

    Spicy Kisses

    ResponderEliminar
  8. doiSabores

    Obrigado pela visita.
    Espero que tenhas gostado da pequena viagem.

    Beijos

    ResponderEliminar
  9. Menina Just

    Ainda bem que gostaste de te perder por aqui.
    É um mar de sensações e emoções fortes.
    Relaxa e desfruta...

    A continuação vai ser memorável...
    ;)

    Beijos Escaldantes

    ResponderEliminar
  10. Basium

    Cada dia na vida de Maria é uma aventura e um despertar de novas sensações.

    Os sapatos não "encaixam" mas foram colocados de forma propositada. Eles transmitem inocência, simplicidade e submissão à personagem, um contraste com o seu outro lado.

    O desenrolar vai ser agradável de ler, prometo...

    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Durante a leitura as imagens surgem logo de imediato tal é a maneira como descreves... a historia promete...

    beijo

    ResponderEliminar
  12. Que bom que gostou...
    gostei do seu canto tbm...

    Volte sempre, será um prazer te-lo por lá.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  13. Felina

    Obrigado pela visita a este pequeno canto da blogosfera. Espero que gostes do que encontras.
    Ainda bem que consegui transmitir sensações pelo leitura, o intuito é mesmo esse
    ;)

    Aguardo o teu regresso
    Beijo

    ResponderEliminar
  14. ઇ‍ઉ MαsкєĐ ઇ‍ઉ

    Agora sou eu a retribuir, obrigado pela tua visita e por ficares a conhecer este pequeno canto.

    Aguardo o teu regresso
    ;)

    Beijo Intenso

    ResponderEliminar
  15. Devil's Angel,

    Não pude deixar de sorrir e soltar um suspiro, pois a descrição dela a vestir o corpete e as meias, e finalmente os sapatos - meu Deus, os sapatos são os MEUS sapatos pretos de presilha que calcei ante-ontem à noite e descrevi no "Sorriso". É impressionante! AMEI a coincidência!!!

    Quanto ao teu poder descritivo, mas ainda mais, ao teu poder de observação...hmmmmmm!
    Acho que te vou dar uma dica de uma loja FANTÁSTICA em Lisboa downtown com high couture designer sexy underwear...(mas fica entre nós...)...quem sabe não combinamos uma shopping trip.

    La Perla Kiss,

    :)

    ResponderEliminar
  16. Star

    Quanto aos sapatos, no comments.
    Não existem coincidências :)

    O meu poder de observação nasceu comigo, é a minha maior arma, capta emoções, sentimentos e incendeia-me a um nível transcendente.

    Essa loja e o shopping trip poderá em breve ser alvo de intensos prazeres...

    Kiss intenso

    ResponderEliminar
  17. Rainha

    Obrigado pela tua visita.
    Espero que tenhas gostado do que encontras por estes lados e que te tenhas perdido nas minhas palavras.

    Nos últimos contos já comecei a encurtar.
    Tenho tentado reduzir o tamanho.
    Agradeço a atenção...

    Beijo Meu

    ResponderEliminar

Popular Posts

Tumblr

Contact